SUZANA THOMPSON - ESTE BLOG É PREJUDICIAL PARA TODAS AS IDADES


 

 

ESTOU SEMPRE INDO

SEMPRE EM TRANSE

SEMPRE NA RUA

SEMPRE DENTRO, ATRÁS DA PORTA

ESTOU SEMPRE ONTEM

SEMPRE JÁ-FUI

SEMPRE SE FAZENDO

SEMPRE DENTRO - CADA VEZ MAIS

ESTOU SEMPRE NUNCA

UM NÃO POSSO, UM NÃO QUERO

 

 

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 11h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

DESCONFIO DO LIRISMO

NELE EU NÃO ACREDITO

MAS O FAÇO, FIO A FIO

 

 

 

 

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 11h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

JOGO DE MONTAR DESMONTAR

QUEBRACABEÇA QUEBRA

 

 

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 11h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

ESSAS VIDAS

FIOS

QUE SE SOLTAM

 

 

 

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 11h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

C'E LA VIE

AS CORTINAS SE FECHAM

E O TEATRO DESABA

 

 

 

 

 

 

 

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 11h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

 

ASSIM

COMO UM SUSTO QUE NÃO CESSA

A FALTA QUE SE RENOVA

O DEDO QUE SE CORTA

A CORDA QUE APERTA

 

 

 

 

S.



Escrito por Rita Marucia às 11h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

 

 

A CORDA ARREBENTOU

 

 

 

 

 

S.



Escrito por Rita Marucia às 11h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Escrever é como

Escrever é como dar corda

Sem ter cordas para dar

 

Escrever é como

Escrever é como não respirar

No fundo de uma piscina

Sem água, sem ar

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 20h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

E quando isto acaba?

Depois da última volta?

Volta

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 20h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Isso é uma perda de tempo

Já dizia alguém no passado, não sei quem, decerto algum sábio...

Mas que tempo eu poderia ganhar?

 

s.



Escrito por Rita Marucia às 20h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

o que fazer com isso?

como me salvar agora?

qual é mesmo o perigo?

 

 

s.

 

 



Escrito por Rita Marucia às 23h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

chegou meio morno

e logo acabou

antes de ter começado

 

 

s.

 

 



Escrito por Rita Marucia às 23h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

 

levo a caneta no pescoço

escrevo nas mãos, no rosto

 

este corpo mal armado

 

 

s.

 



Escrito por Rita Marucia às 23h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

ser árvore

sombra de si

abrigo e alimento

 

 

s.

 



Escrito por Rita Marucia às 23h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

a bagagem que trago comigo

não tem chão

 

 

s.

 

 



Escrito por Rita Marucia às 23h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  AMARA EBLIG - COESIA
  AMADOR DE ANDRADE
  JOYCE
  JUNINHO EBLI
  MOACY CIRNE
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?